Publicações

PUBLICAÇÕES ABIAPE


Constrained-off e vertimentos turbináveis

Pedro Prescott – CanalEnergia (12/08/2019)

A regulamentação do constrained-off carece de isonomia entre as fontes de geração – a não compensação dos vertimentos  turbináveis aprofunda os prejuízos das hidrelétricas.  Leia a íntegra.

O GSF e suas companhias

Mário Menel – Brasil Energia (08/07/2019)

O que se conclui dessa jornada é que o dispositivo que fornece o comando legal para a solução do GSF nunca foi objeto de debate ou de discordância entre os parlamentares.  Leia a íntegra.

Reserva de Potência Operativa e o mercado de serviços ancilares

Paulo Sehn – CanalEnergia (22/05/2019)

Reserva de Potência Operativa é a parcela de geração utilizada pelo Operador do Sistema na realização do controle de frequência a fim de compensar desequilíbrios de carga e geração em curtos espaços de tempo. Em razão dessas particularidades, o controle de frequência é caracterizado como um serviço destinado a prover confiabilidade elétrica ao sistema. E isso tem um custo. As principais prestadoras do serviço de controle de frequência no Brasil são as usinas hidrelétricas participantes do chamado Controle Automático de Geração (CAG). Para tanto, aloca-se uma folga de geração de cerca de 4.000 MW (4% da carga, mais 6% da geração eólica no NE e mais 15% da geração eólica no Sul) nessas usinas de modo a atender a possíveis desvios de carga e geração. A essas usinas são ressarcidas apenas despesas com equipamentos, manutenção e operação, sem considerar o custo de oportunidade de colocação dessa energia no mercado de curto prazo, ou mesmo o impacto no MRE. Esse arranjo fez com que, por muito tempo, não se percebesse o valor financeiro da RPO no SIN. Para ler a íntegra, clique aqui.

O setor elétrico brasileiro

Mário Menel – Estadão (26/02/2019)

Muito se tem escrito sobre o setor elétrico brasileiro, seu modelo de gestão, governança, heranças e sobre interferências governamentais indevidas. Tem sido elencado, enfim, uma série de fatores que levam a um único e unânime diagnóstico: o modelo setorial necessita ser revisto, modernizado, adaptado às novas condições tecnológicas e operativas. Precisa preparar o ambiente para o seu funcionamento harmônico no futuro. Veja mais

Resposta pelo lado da demanda

Fernando Pappas – TCC (05/12/2018)

Em 05 de dezembro de 2018, o especialista Fernando Pappas defendeu seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Por meio de ferramentas de otimização, o trabalho analisa as vantagens econômicas advindas da resposta da demanda com a implementação dos preços horários de energia elétrica, bem como o comportamento dos consumidores livres em resposta à futura discretização de preços. O trabalho teve orientação do Professor Rafael Shayani (UnB) e coorientação do Diretor de Energia da ABIAPE Marcelo Loureiro e utiliza dados da chamada “Operação Sombra” da CCEE e do ONS para suas simulações. Para ler a íntegra do texto, clique aqui.

A Transmissão e a Busca pela Eficiência

Pedro Prescott – CanalEnergia (28/09/2018)

A relação custo-benefício dos investimentos na transmissão de energia precisa ser avaliada sob a ótica da eficiência global. Uma análise integrada entre o mercado e a transmissão é essencial para maximizar o bem-estar da sociedade. Veja mais

Rigor no FID em prol da eficiência no MRE

Pedro Prescott – CanalEnergia (27/06/2017)

As ferramentas de eficiência como a aplicação do FID (MRA) devem ser reforçadas para resguardar a vitalidade do MRE. Veja mais